Participação na feira „ Brasil Cycle Fair“ 7.11 – 10.11 2013 em São Paulo, estande 49 G
Por Teutobike 29/11/2013 11:00

Neste ano, a empresa Teutobike Ltda. vai participar, pela primeira vez, da Brasil Cyle Fair em São Paulo ( estande 49 G ).

 

O foco de nossos produtos é a confiabilidade e sustentabilidade. Por isso, vamos apresentar, além dos produtos separadamente, uma bicicleta que se enquadra neste objetivo.

 

 

Este tipo de bicicleta serve tanto para o uso comum ( uso urbano, dia a dia ), como  para o cicloturismo.

Vamos explicar um pouco mais porquê..

A ) quadro e garfo ( tout terrain )

o material é CroMo.

Os outros materiais comuns ( além do titânio ) não alcançam a durabilidade do aço. Para o uso comum, o peso não conta tanto. Mais importantes são as marchas leves para conseguir subir morros sem esforço extremo..

Neste kit, já estão embutidos vários itens interessantes:

- o bagageirao traseiro faz parte do quadro; dá mais estabilidade ao quadro e nenhuma peça pode ficar frouxa;

- os cabos para a luz traseira são embutidos, pois eles não podem atrapalhar nem ser danificados com a eventual colocação de alforjes e cargas;

- o movimento central excentrico proporciona o tensionamento da corrente / correia; não é mais necessário um tensionador (em caso de uso de um cubo com marchas internas ou no caso de uma single – speed ou fixa );

- o triângulo traseiro é divisível (necessário para o uso da correia);

- o garfo já tem furos com rosca ( reforçado ! ) para a fixação de um bagageiro dianteiro.   

B ) Componentes:

1 ) propulsão

1 a ) cubo com marchas internas ( Rohloff )

Há várias vantagens fundamentais em usar marchas no cubo, entre outras:

- não são necessárias trocas de marchas traseiras e dianteiras que podem ficar sujas;

- a corrente / correia fica sempre alinhada;

- a roda traseira está mais estável, devido à enraiação simétrica;

- só com este sistema pode ser usada uma correia;

e há mais vantagens em usar o cubo Rohloff:

- não existe uma desregulagem das marchas, elas encaixam sempre corretamente, porque o encaixe funciona dentro do cubo;

- o cubo é homologado para o uso em competições e para e – bikes, está aprovado com milhares de quilômetros rodados; seja no uso diário, seja no ramo de cicloturismo;

- é o único câmbio no cubo que pode ser comparado com o sistema com três coroas, especialmente para cicloturistas, que levam mais peso, e para as pessoas não tão treinadas, é muito importante pedalar na subida com uma marcha leve, e no plano e na descida, elas alcançam ainda uma velocidade razoável, confira abaixo:  

 

- confira também que o pulo entre as marchas é sempre quase igual, entre 13,5% e 13,7 %.

1 b ) correia

- não tem mais a sujeira do óleo da corrente;

- dura bem mais que uma corrente, até mais de 20.000 km. 

2 ) selim de couro puro ( Gilles Berthoud )

- um selim de couro puro se molda a longo prazo conforme a forma do traseiro e fica mais confortável que os selins com uma estrutura definida.

3 ) canote com suspensão ( Airwings )

não é indispensável, especialmente com o uso dos pneus largos, mas dá mais conforto;  aqui é colocado o modelo mais sofisticado com guias com rolamentos brevetados.

4 ) dínamo de cubo ( Schmidt, SON )

o uso de um dínamo dá segurança para a alimentação do farol e dalâmpada traseira,

funciona sempre e nunca mais se tem problemas com pilhas vazias;

este dínamo é o mais leve e com o menor atrito no mercado, aprovado no uso do dia a dia, e especialmente pelos ciclistas que rodam longas distâncias ( Audaxistas ). 

5 ) farol ( Schmidt e Busch & Müller )

um bom farol e também uma boa lâmpada traseira são fundamentais para a segurança;

por um lado, os outros participantes do tráfego são obrigados a enxergar bem os ciclistas, por outro lado, o ciclista enxerga à noite melhor o terreno à sua frente.

6 ) guidão tipo borboleta

este tipo de guidão é mais largo e proporciona ao ciclista várias possibilidades de mudar de postura;

com um guidão mais largo, o ciclista tem mais controle, e se ele tem a possibilidade de mudar de posição, ele não cansa tão rapidamente.

7 ) bi – pé

o ciclista pode deixar a bicicleta em qualquer lugar e não precisa encostá-la;

é um acessório útil, especialmente para cicloturistas com carga, pois um pé lateral pode afundar facilmente. 

8 ) eixos antifurto ( Pitlock )

muito útil para ciclistas que usam a bicicleta frequentemente e que têm que deixar a bicicleta na rua